Como criar um bom ambiente de estudos em casa?

Nós usamos os termos “hábitos de estudos” o tempo todo, mas não costumamos levá-los a sério. Nós queremos que as crianças estudem, mas como fazê-las estudar?

Os hábitos são ações que as pessoas fazem automaticamente e sem pensar. Tendemos a transformar em hábito tudo aquilo que é uma rotina, por exemplo, você não pensa sobre onde fica o interruptor no seu quarto ou como digitar no teclado do seu computador, você já realizou essas ações tantas vezes que elas se tornaram hábitos.

O local de estudos precisa aproveitar o poder dos hábitos! Queremos que as crianças pensem sobre o que estão aprendendo e não queremos que o ambiente seja um empecilho para a aprendizagem.

Confira três dicas que podem ajudar a criar um local de estudos (e trabalho) mais eficaz para as crianças, jovens e adultos:

1) Minimize os hábitos de distração

No mundo moderno, as crianças (e os adultos) estão conectadas em tablets, telefones celulares e redes sociais, e desde cedo elas desenvolvem o hábito de checar seus aparelhos eletrônicos várias vezes por dia o que diminui a concentração durante os estudos.

Fazer muitas coisas ao mesmo tempo e de maneira distraída, dificulta a aquisição de conhecimentos, gasta-se muito tempo desviando a atenção da lição de casa ou de outros estudos para alguma outra fonte de informação e depois, mais um tempo para retomar a atenção nas tarefas. Essa distração constante não só influencia a quantidade de tempo que se leva para concluir as tarefas, mas também afeta a qualidade do próprio estudo.

Para criar um ambiente de estudos adequado, crie uma zona de livre de distrações durante a hora da lição de casa: mantenha os telefones celulares fora do alcance das mãos das crianças e evite que elas acessem as redes sociais enquanto estudam.

2) Crie um local de estudos organizado

O local de estudos das crianças deve estar preparado com os materiais que elas utilizam no dia a dia, por exemplo, canetas, lápis, borrachas ou calculadoras. As mesas de estudo devem ser mantidas organizadas, isso faz com que elas não percam tempo pensando em como se preparar e se organizar para estudar.

3) Ache um local e uma postura adequadas para estudar

A tecnologia moderna é tão flexível que não coloca muitas restrições sobre como e onde as crianças estudam. É comum vê-las estudando sentadas à escrivinha, usando o computador no chão ou lendo deitadas no sofá ou na cama.

É difícil manter o mesmo nível de concentração quando estamos lendo deitados na cama do que quando estamos sentados em cadeiras. A tendência do corpo quando estamos deitados é relaxar e dormir, e isso não ajuda a criança que está tentando estudar. Além disso, ler deitado promove a leitura passiva, já que difícil escrever e tomar notas quando estamos deitados. Estudantes que leem deitados desempenham um papel menos ativo no processo de aprendizagem em relação àqueles que estudam sentados.

A vantagem de promover esses hábitos de estudos é transformá-los numa rotina estrutada. Estudar em ambiente organizado e livre da distração tecnológica é, muitas vezes, simplemesnte o que a criança precisa para se engajar no estudos – agora e para a vida.

Texto original aqui.

Fonte: rededeexperiencias.com.br